All fields are required.

Close Appointment form
slider loading
  • Slider image 0

    Profissionais

    em quem pode confiar
  • Slider image 1

    17 Anos

    de experiênciaQuase 2 dezenas de anos de experiência no tratamento da Catarata.
  • Slider image 2

    Tecnologia de Topo

    Resultados SurpreendentesO Instituto encontra-se equipado com tecnologia de topo e com um Corpo Clínico altamente experimentado, garantia de qualidade na prestação dos nossos serviços.

Exames

Conheça os exames que o Instituto de Oftalmologia de Algés realiza de modo a detetar e a tratar atempadamente as doenças do foro oftalmológico.

Fique a conhecer…  

Tratamentos

Utilizamos as mais recentes tecnologias nos tratamentos efetuados de modo a obter os melhores resultados. Tratamentos lazer: Lazer  Argon e Lazer Yag.

Saiba mais…  

Cirurgias

Para além do Microscópio Operatório o nosso Bloco Operatóro encontra-se equipado também com o aparelho de Facoemulsificação.

Conheça melhor…  

O Instituto executa há 17 anos, a cirurgia de catarata pela técnica de Facoemulsificação.

Na vanguarda da tecnologia

Técnica de Facoemulsificação.

Facoemulsificação é o nome pelo qual se designa a técnica mais actual para a operação de catarata. Sucedeu a outras, já ultrapassadas, com a crio-extracção e a extra-capsular.

O termo catarata refere-se à opacificação de uma lente natural, existente no interior do globo ocular, denominada cristalino. Esta lente é responsável, nas pessoas jovens, pela capacidade do olho focar imagens ao perto (auto-focus ou zoom).

Na facoemulsificação da catarata, após duas pequenas incisões (entre 1 e 3 mm), a cápsula anterior do cristalino é aberta e o seu conteúdo opacificado é fragmentado por ultra-sons e aspirado, deixando intacto o saco (película transparente que envolve o cristalino).

No final, implanta-se uma lente intra-ocular, ou seja, um cristalino artificial, composta de material bio-compatível e, introduzida no globo ocular, através de uma das pequenas aberturas efectuadas no início.
A potência, em dioptrias, da lente intra-ocular a implantar é calculada previamente à cirurgia, através de um exame denominado biometria. O objectivo é a correcção da visão para longe sem recurso a óculos.

Este tipo de cirurgia não requer qualquer injeção.

 

Estas cirurgias são, na maioria dos casos, executadas com anestesia tópica, ou seja, apenas através da instilação de gotas. Com este método anestésico, a cirurgia é completamente indolor, sentindo-se apenas uma ligeira sensação de pressão, em alguns momentos da operação.

Na maioria dos casos esta cirurgia é efectuada em regime de ambulatório, ou seja, sem internamento e, o olho operado não leva pontos de sutura, nem necessita de ser tapado com penso.

A recuperação é bastante rápida e, habitualmente, plenamente atingida no prazo de 24 horas.